Em Santa Catarina, 280 Municípios já têm plano municipal de saneamento básico

image O plano municipal de saneamento básico já foi elaborado ou está em fase de finalização em 280 Municípios de Santa Catarina. Apenas 15 ainda precisam acelerar o processo. Os números foram apresentados durante o IV Seminário Estadual de Saneamento Ambiental, promovido pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam), em parceria com órgãos do setor. 
O prazo se encerra em 31 de dezembro deste ano.  De acordo com a Lei n.º 11.445/2007, todas as prefeituras têm obrigação de elaborar seu Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). “Sem o PMSB, a partir de 2014, a Prefeitura não poderá receber recursos federais para projetos de saneamento básico”, alertou o superintendente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa) de Santa Catarina, Adenor Piovesan. 
Chapecó: modelo de sucesso
Na oportunidade, o prefeito de Chapecó, José Cláudio Caramori, apresentou a experiência que está sendo implantada no mMunicípio na área de resíduos sólidos. Trata-se do novo sistema de coleta de lixo automatizada. “Buscamos o modelo implantado em Caxias do Sul (RS) e é uma inovação tecnológica”, disse. 
A coleta funciona por meio de contêineres que ficam, em sua maioria, nas vias públicas, ocupando o espaço de um automóvel pequeno. A coleta é feita por um caminhão equipado com braços robotizados, que levanta o contêiner e depois o recoloca no lugar. 
De acordo com ele, são vários os benefícios para o Município, entre eles, que a população tem realizado a separação do lixo seco do lixo orgânico. Além do mais, o trabalho dos catadores foi facilitado e passou para status de profissão. “A renda dos catadores foi quadruplicada”. Caramori disse estima que o projeto estará totalmente implantado no Município em um prazo de cinco anos. 
Agência CNM, com informações da Fecam

Leia Mais http://www.cnm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=24982:em-santa-catarina-280-municipios-ja-tem-plano-municipal-de-saneamento-basico&catid=71:entidades-estaduais